Aluguel residencial mantém estabilidade em abril

0
35

A Pesquisa de Locação Residencial, elaborada mensalmente pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação), mostra que, em abril, o valor médio do aluguel residencial diminuiu 0,70% em relação ao mês anterior. No acumulado de 12 meses, houve aumento de 0,50%, contra 3,37% do IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado) verificado no mesmo período pela Fundação Getúlio Vargas.

“Apesar do ligeiro acréscimo no acumulado dos últimos 12 meses e de leve queda em março e em abril, a tendência para os próximos meses é de tênue evolução”, afirma Rolando Mifano, vice-presidente de Gestão Patrimonial e Locação do Secovi-SP (Sindicato da Habitação).

Apresentaram variação mais expressiva nos valores de locação as unidades de 3 dormitórios, com redução de 1,5% em abril. Os imóveis de 2 dormitórios tiveram retração de 0,80% e os de 1 dormitório tiveram decréscimo de 0,10%.
Garantia e velocidade de locação
O fiador foi o tipo garantia mais frequente entre os inquilinos, respondendo por 46% dos contratos de locação realizados. O depósito de três meses de aluguel foi a segunda modalidade mais usada – cerca de 37% escolheram essa forma de garantia. O seguro-fiança foi o tipo de garantia escolhido por 17% dos proprietários.

O IVL (Índice de Velocidade de Locação), que avalia o número de dias que se espera até a assinatura do contrato de aluguel, indicou que o período de ocupação foi de 18 a 45 dias. Os imóveis alugados mais rapidamente foram as casas e os sobrados: de 18 a 43 dias. Os apartamentos tiveram um ritmo de escoamento mais lento: de 24 a 50 dias.

Sem comentários

Deixe uma resposta