A história da eletrificação no Museu da Energia de São Paulo

0
248

museu_da_energia

Na quarta-feira, dia 25 de janeiro de 2017, a cidade de São Paulo completa 463 anos. No feriado, o Museu da Energia de São Paulo, localizado no bairro dos Campos Elíseos, é uma das atrações com entrada gratuita que estarão abertas à visitação no centro da Capital. No local, o visitante pode conhecer a exposição “Tempos de Energia: São Paulo em transformação”, mostra que revela a evolução do setor elétrico e o impacto de sua utilização na vida cotidiana de milhões de pessoas.

Até o final do século 19, São Paulo ainda preservava características rurais. A cidade que conhecemos hoje, extensa, urbana e industrializada, é um fenômeno do último século, tributário, em parte, à chegada de um novo elemento transformador: a energia elétrica. Na exposição “Tempos de Energia”, o visitante descobre a influência da eletricidade, entre outros serviços de infraestrutura, para a evolução da mancha urbana da Capital.

Além de imagens da primeira usina hidrelétrica a abastecer São Paulo em 1901, a Usina de Parnaíba, o Museu abriga, em suas salas, o molde original, de 1911, utilizado para a produção dos postes de iluminação pública elétrica que, até hoje, ornamentam o entorno do Teatro Municipal.

No local, também é possível conhecer a história dos eletrodomésticos hoje indispensáveis às residências. Os desafios da atualidade em busca de maior eficiência energética também não são esquecidos no roteiro de visita do Museu, que apresenta, por meio de experimentos científicos, as diferentes fontes de energia, suas vantagens e desvantagens, e quais causam menores impactos ao meio onde vivemos. Jogos interativos mostram a diferença do consumo dos eletrodomésticos entre a década de 1970 e os dias atuais, bem como novas alternativas que permitem a economia de energia.

O Casarão de Henrique Santos Dumont
O edifício-sede do Museu da Energia é outra atração. Construído entre 1890 e 1894, um projeto do escritório Ramos de Azevedo, quando o bairro dos Campos Elíseos era o endereço mais sofisticado da cidade, o palacete foi residência de Henrique Santos Dumont, irmão do aviador Alberto Santos Dumont e um dos homens mais ricos do Brasil na época.

Sobre a Fundação Energia e Saneamento
Criada em 1998, a Fundação Energia e Saneamento pesquisa, preserva e divulga o patrimônio histórico e cultural dos setores de energia e de saneamento ambiental. Atuando em várias regiões do Estado de São Paulo por meio da Rede Museu da Energia (São Paulo, Itu e Salesópolis) e do Núcleo de Documentação e Pesquisa, realiza ações culturais e educativas que reforçam conceitos de cidadania e incentivam o uso responsável de recursos naturais, trabalhando nos eixos de história, ciência, tecnologia e meio ambiente.

As ações de 2017 da Fundação Energia e Saneamento (Rede Museu da Energia e Núcleo de Documentação e Pesquisa) têm o patrocínio, via Lei Rouanet/MinC, das empresas CESP e Sabesp.

Empresas mantenedoras da Fundação Energia e Saneamento
Sabesp, Cesp e Emae

Serviço:
Museu da Energia de São Paulo no Aniversário da Cidade – 463 anos
Quando? 25 de janeiro de 2017
Onde? Museu da Energia de São Paulo – Alameda Nothmann, 184, Campos Elísios.
Funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 10 às 17 horas.
Entrada grautida
Informações: 3224-1487 ou saopaulo@museudaenergia.org.br
www.museudaenergia.org.br

Sem comentários

Deixe uma resposta