Descubra o investigador que existe em você com o aplicativo do novo Detetive

0
280

Chegou a hora de fazer frente aos famosos Sherlock Holmes, de Arthur Conan Doyle; Hércule Poirot, de Agatha Christie; e Dick Tracy, do quadrinista Chester Gould. O Brasil vai virar um tabuleiro de Detetive gigante com a próxima ação de marketing da Estrela. Mas é preciso correr contra o tempo e desvendar os mistérios do novo Detetive nas lojas Rihappy por todo o País.

Como todo bom detetive, prepare-se para perseguir pistas até descobrir o crime e seu culpado. A nova versão de Detetive, um dos jogos mais clássicos da Estrela, entra no universo digital, com a inclusão de um aplicativo que vai ajudar os participantes a desvendarem o mistério. Para promover a inovação a Estrela planeja mobilizar fãs de todo o Brasil.

Por meio de ações nas redes sociais e nas lojas Rihappy o jogador terá uma ideia de como o aplicativo pode interagir com o jogo e tornar a experiência ainda mais divertida e realista. Pistas serão lançadas em tempo real pelo Twitter e teasers da promoção aparecerão no Facebook.

Elementar, meu caro Watson
A estratégia de ativação será por meio de QR Codes, que serão espalhados nas lojas Rihappy de várias partes do País. Dicas extras também serão postadas nas redes sociais e ajudarão os investigadores a desvendarem o mistério. Quem chegar ao objetivo ganha de presente uma versão do novo jogo. Será um jogo e um mistério por loja.

“Nossa intenção com esta ação não é somente divulgar o Detetive, mas sim mostrar ao público que a mescla de tecnologia e tradição pode ser feita de maneira inteligente e divertida. Com o aplicativo, o jogo fica ainda mais emocionante”, comenta Aires Fernandes, diretor de Marketing da Estrela.

O novo jogo
Um dos jogos mais famosos e clássicos da Estrela chega com uma versão ainda mais divertida e moderna. Além do tabuleiro, remodelado, os jogadores terão à disposição um aplicativo para ajudar na descoberta de quem assassinou o Sr. Carlos Fortuna.

Para desvendar o mistério, os jogadores terão que dar palpites sobre o local, arma e o responsável por este crime. A cada rodada, uma possibilidade será eliminada até que, finalmente, irão restar pouquíssimas cartas e será possível fazer a acusação. Aquele que conseguir acertar vence o jogo.

Para dar ainda mais realidade ao jogo, é possível receber ligações, mensagens e vídeos de testemunhas no celular ou tablet por meio do aplicativo, com pistas e dicas sobre o assassinato. Ao todo são oito personagens, igual número de armas, 11 locais e as cartas com os QR Codes para ativar o aplicativo.

O aplicativo foi desenvolvido em parceria com a Sioux, referência no desenvolvimento de jogos digitais no Brasil. “Acreditamos que a integração da tecnologia ao jogo de tabuleiro trará uma dinâmica nova para o Detetive, atraindo uma nova geração de consumidores”, comenta Danilo Parise, diretor de Marketing e Produtos da Sioux.

O Detetive com aplicativo tem como faixa etária crianças a partir dos 8 anos. O jogo chegará às lojas pelo valor recomendado de R$ 79,90.

Sobre a Sioux
A Sioux foi fundada em 2001, logo após um dos sócios, Phillippe Capouillez, vender o site “Olé” que era o maior portal de esportes da época para a Invent. Jogar sempre fez parte da rotina da empresa que planeja, cria e desenvolve games desde o início da operação, alinhada a um forte background tecnológico vinda do outro sócio fundador, Eduardo Calixto, que desenvolveu sistemas de comunicação e segurança para a BMF/Bovespa, Certisign, entre outras. Foram pioneiros também no segmento “gamer” e ganharam relevância no mercado após diversos trabalhos premiados e publicados. Com o crescimento do mercado tanto no Brasil como no mundo, decidiram que era hora de dar um passo ainda maior para a empresa convidando o Guilherme Camargo, amigo de longa data e um dos responsáveis pela retomada do crescimento do mercado de videogame no Brasil, liderando a equipe de Xbox, para ser sócio. Hoje a Sioux está entre as principais desenvolvedoras atendendo clientes como Santander, GROW, Estrela, Microsoft, Ubisoft, FTD, Light, Ogilvy, Atento, Adobe, entre outros, em projetos de games, tecnologia e social marketing, além de produtos próprios e ser uma referência em publicação de jogos digitais.

Sobre a Estrela
Com 78 anos de história, a Brinquedos Estrela possui uma trajetória marcada por qualidade e pioneirismo. A empresa começou como uma modesta fábrica de bonecas de pano e carrinhos de madeira em 1937 e, em poucos anos, ao acompanhar a evolução industrial do País, passou a ser uma grande indústria automatizada, com a produção de brinquedos de plástico, metal e outros materiais, tornando-se, em pouco tempo, a maior fabricante de brinquedos do Brasil. Fazem parte do seu portfólio ícones como a boneca CupCake Surpresa, os jogos Banco Imobiliário, Detetive e Jogo da Vida, além de clássicos como o Genius, Aquaplay, Cilada.

Sobre Guilherme Camargo
CEO da Sioux : Palestrante, ex gerente geral da divisão de games da Microsoft e hoje sócio-CEO da desenvolvedora Sioux, empresa que está a 13 anos no mercado desenvolvendo projetos de jogos próprios, educacionais, advergames, gamificação e plataformas de alta tecnologia para grandes clientes e marcas. Além de fonte de informação do setor, o executivo de 37 anos concilia o mundo coorporativo com o académico e musical: Implantou o curso de Game Marketing na ESPM, Escola Superior de Propagada e Marketing e nas horas vagas é baterista da banda Street Bulldogs e the Sluggs, além de ser faixa-preta de karatê Shotokan. É colunista da revista de games EGW.

Sem comentários

Deixe uma resposta