Abertas inscrições para curso gratuito de curtas-metragens

0
89

A iniciativa da Fundação Stickel e da Associação Cultural
Kinoforum será direcionada a jovens da Brasilândia

Jovens da Brasilândia apaixonados pelas artes audiovisuais têm a oportunidade de aprender a produzir curtas-metragens gratuitamente. A Fundação Stickel e a Associação Cultural Kinoforum abriram inscrições para uma oficina com 20 vagas, que acontecerá em maio, na Casa de Cultura da Brasilândia.

As inscrições podem ser realizadas até 25 de abril de 2012 (quarta-feira) na Casa de Cultura da Brasilândia (Praça Benedicta Cavalheiro, s/nº), de segunda à sexta das 9 às 15 horas e aos sábados das 9 às 13 horas, com Thaís (telefone 3922-7664 e e-mail thais@fundacaostickel.org.br ). A ação acontece com o apoio da Subprefeitura Freguesia/Brasilândia.

As Oficinas Kinoforum de Realização Audiovisual são um projeto que pretende despertar o interesse de jovens para o audiovisual. Propõem uma discussão teórica e  realização prática de produtos audiovisuais por jovens de populações, em geral,  distantes dos grandes centros de circulação cultural e também a veiculação gratuita desses curtas em festivais, eventos e na internet. Em todo o processo, os participantes são acompanhados por profissionais das diversas áreas do audiovisual.  O projeto é realizado desde 2001, como atividade paralela do Festival Internacional de Curtas Metragens de São Paulo. Em 58 oficinas, já proporcionou a mais de 1 mil jovens a possibilidade de elaborar, dirigir, produzir e fotografar 237 curtas.

As 50 horas/aula resultarão na produção de quatro curtas-metragens digitais, com cerca de cinco minutos de duração cada. Eles serão apresentados no 23º Festival Internacional de Curtas Metragens de São Paulo, que ocorrerá de 23 a 31 de agosto. Nessa ocasião, os jovens realizadores poderão apresentar a um público mais amplo um pouco mais sobre a experiência que tiveram. Serão distribuídos aos participantes DVD com os quatro vídeos e certificado de participação.

Sobre a Fundação Stickel
Instituída em 1954 pelo casal Martha e Erico Stickel, a Fundação Stickel teve como proposta inicial atender crianças carentes afetadas pela tuberculose em Campos do Jordão (SP). Após permanecer inativa durante algum tempo a entidade iniciou sua reestruturação em 2004 pelas mãos de Fernando Stickel, filho dos instituidores, e passou a atuar na capital paulista dando espaço às artes visuais ao lado do trabalho social e assistencial.

Em 2010, as ações foram concentradas na Brasilândia, distrito da Zona Norte de São Paulo. Sua missão é promover o desenvolvimento social através das artes visuais, proporcionando ao seu público-alvo melhores oportunidades de inserção social pelo trabalho, geração de renda e acesso à arte e cultura.

Todas as atividades e serviços colocados à disposição da comunidade pela Fundação Stickel são 100% gratuitos para o público atendido, e a instituição presta contas de suas ações com transparência e accountability. Mais informações no site http://www.fundacaostickel.org.br/.

Sem comentários

Deixe uma resposta