Combater a dengue é dever de todos nós: conheça algumas medidas importantes

0
236

limpeza-de-caixa
Além da dengue, o mosquito Aedes aegyptis transmite o zika vírus, responsável pelos diversos casos de microcefalia em bebês da região Nordeste. Com a chegada do verão, época em que o número de casos aumenta, estar atento ao próprio quintal de casa é essencial para evitar contaminações. Cuidados com a caixa d’água, ralos, pias, calhas, além do controle de insetos são algumas das recomendações.

A maioria destes serviços pode ser realizada sem a necessidade de contratar um profissional, desde que sejam seguidos alguns cuidados básicos.

A caixa d’água é um local comum para proliferação do Aedes aegypti. Além de ser mantida constantemente fechada, recomenda-se sua limpeza de seis em seis meses.

Acompanhe algumas medidas que devem ser tomadas ao limpar uma caixa d’água:

Prepare-se:
• No dia anterior, feche o registro da água e esvazie a caixa d’água, deixando-a apenas com um pouco de água para usar na limpeza;
• Separe panos de limpeza e água sanitária.

Inicie o processo:
• Utilizar sapatos de borracha e luvas para prevenir contato direto com possíveis sujeiras;
• Fechar o registro de saída e esfregar as paredes e fundo da caixa d’água com panos, sem usar detergente ou produtos químicos;
• Não utilizar escovas ou objetos cortantes para não danificar a caixa d’água;
• Abrir o registro de entrada e deixar encher a caixa d’água, em seguida adicionar um litro de água sanitária para cada mil litros de capacidade do reservatório e aguardar um período de duas horas;
• Após as duas horas, esvaziar o reservatório;
• Lavar bem a tampa antes de colocar sobre o reservatório, tampando adequadamente para evitar que insetos entrem nela, como o mosquito da dengue.
• Abrir novamente o registro de entrada de água;
• O ideal é que seja usada a primeira água após a limpeza da caixa d’água apenas nas atividades domésticas.

Sem comentários

Deixe uma resposta