Documentário “Luto como mãe” inspira mostra de filmes no Cine Olido

0
255

A perda de filhos e entes queridos é o tema central do documentário Luto como Mãe, reunindo histórias de mães, irmãs e esposas que perderam seus familiares em ações de violência urbana, que estréia segunda-feira (28/02), na Galeria Olido. É que os sentimentos de perda e de luto são marcantes na existência de qualquer indivíduo. A experiência de famílias que passam pelo trauma do desaparecimento é quase sempre acompanhada por momento de silêncio e pela sensação de interrupção do passado. A mostra Luto como mãe e outros lutos vai de segunda-feira até dia 28 de março.

Produzido pelo Cinema Nosso, Jabuti Filmes e TVZero, o filme testemunha as perdas dolorosas de mães cariocas, assim como o silêncio daqueles que não conseguem falar sobre a perda. Com direção de Luis Carlos Nascimento, o documentário aborda histórias de mulheres que perderam familiares em atos de violência urbana e procuram dar sentido à vida por meio da justiça.

Para aumentar o debate, foram selecionados diversos filmes com temas semelhantes, como a trama A Troca, de Clint Eastwood, estrelado por Angelina Jolie no papel de uma mãe que vivencia o desaparecimento de um filho. Outros filmes brasileiros também fazem parte da mostra, entre eles Tropa de Elite, Tropa de Elite 2, Ônibus 174, além de uma coletânea de curtas-metragens que tratam da violência urbana.

A programação completa pode ser obtida no site da Secretaria Municipal de Cultura www.prefeitura.sp.gov.br/cultura

Serviço:

Galeria Olido – Cine Olido. 236 lugares. Avenida São João, 473, Centro. Telefone 3331-8399. Ingresso: R$ 1 ou R$ 0,50, pela meia-entrada

Sem comentários

Deixe uma resposta