Empregador: venha ser um parceiro do CATe

0
452

pontoO CATe da Secretaria Municipal do Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo (SDTE) informa que está aberto para receber representantes de empresas e empregadores que desejam divulgar vagas de emprego no banco de dados das unidades. O principal objetivo dessa iniciativa é estabelecer vínculo com mais empresas, estabelecendo novas parcerias que contribuam com o aumento do número de oportunidades de emprego à população da cidade de São Paulo.

O objetivo dessa ação é potencializar o serviço de Intermediação de Mão de Obra (IMO), já realizado no CATe, ampliando o leque de oportunidades de emprego, estreitando as relações com os empregadores que utilizam o serviço público como instrumento na contratação de candidatos. Para o secretário municipal do Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo (SDTE) Artur Henrique, “com acesso a um número maior de vagas, os trabalhadores e trabalhadoras vão conseguir se candidatar a mais oportunidades e com isso ter a possibilidade de ser contratado em menos tempo”.

O titular da pasta reforça ainda que no atual cenário, de diminuição da oferta de vagas de emprego, é preciso ousadia e criatividade para ampliar oportunidades e possibilidades de inserção no mercado de trabalho para toda a população. “Fortalecer o sistema público por meio de parcerias com empresas, sem custo para o cidadão, é uma forma de avançarmos nesse sentido”.

Empresas interessadas em disponibilizar vagas de emprego, contam com o atendimento da central de captação de vagas do CATe. Empregadores podem cadastrar suas vagas pelo telefone 3397-1507 ou por e-mail: solicitacaodevagas@prefeitura.sp.gov.br. O atendimento presencial é realizado somente na unidade Luz – Avenida Prestes Maia, 913.

Sobre o CATe
O Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo é uma rede de unidades de atendimento aos cidadãos que buscam orientação e inserção no mercado de trabalho, tendo como finalidade captar, cadastrar e oferecer aos desempregados e trabalhadores, vagas para reinserção no mercado de trabalho, bem como promover ações de fomento ao empreendedorismo, além de prestar os seguintes serviços de atendimento ao cidadão: formalização do Microempreendedor Individual (MEI); orientação trabalhista e previdenciária para pessoa física e microempreendedor individual; programas sociais voltados à inserção socioeconômica e programas de apoio ao trabalhador.

Sem comentários

Deixe uma resposta