O julgamento do mensalão

0
242

“Corrupção indica deterioração e, em português mais claro, podridão”

João Mota

Eu recomendo aos Ministros do STF, que antes do julgamento do famigerado mensalão leiam Dom Odilo Scherer em O poder corrompe?, artigo publicado no Jornal Estadão A2, no dia 11/08/2012.

Vou reescrever os tópicos que considero principais: “…Ficamos todos a esperar que, no final desse julgamento,  a verdade se afirme, a justiça seja cumprida e as instituições democráticas dos três Poderes da República saiam preservadas e fortalecidas em sua credibilidade. Não os leva bem ao convívio democrático, nem ao progresso social e econômico a suspeita permanente de que os Poderes são corruptos e a justiça é apenas uma encenação. … O mau exemplo das autoridades é corrosivo e induz à corrupção. …A corrupção antes de ser um ato praticado, é um fato na pessoa, uma deterioração da consciência moral.

…Motivos frequentes são ambição, a busca  do poder e da vantagem a todo custo, cujo atrativo pode sobrepor-se aos ditames da verdade e do bem. …Corrupção indica deterioração e, em português mais claro, podridão. …Contra a deterioração dos alimentos e de outros bens preciosos se tomam os devidos cuidados. Existe algum remédio contra a corrupção da consciência e a desonestidade? …Se existe uma cultura da corrupção, tanto mais é preciso fomentar a cultura da honestidade e da retidão, na qual a malandragem e os desvios de caráter não sejam premiados, nem os malfeitores passem por “espertos” e heróis, tampouco seja passada a idéia de que a corrupção compensa. A lógica maquiavélica de que os fins justificam os meios precisa ser claramente desaprovada, …E a “lei da vantagem”, se vale na partida de futebol, não pode ser aplicada ao campo comportamental”.

João Mota é Coordenador  do Fórum Pró Metrô Freguesia/Brasilândia

Sem comentários

Deixe uma resposta