Representatividade

0
273

É hora de lutarmos pelo acesso direto
à Freguesia do Ó via Av. Santa Marina

João Mota

A sociedade política brasileira vem  há muito tempo agindo da mesma forma, seja qual for o partido no poder a matriz é sempre igual. Isso mostra a necessidade de uma reforma política radical e urgente,  haja vista que o país só se movimenta no ano eleitoral. Sorte que as temos a cada dois anos mas, em contrapartida, o gasto com as mesmas acaba por não aparecer resultado econômico e a Nação permanece estagnada.

A cidade de São Paulo, considerada o motor do desenvolvimento e  portanto a mais avançada, convive ainda com o subdesenvolvimento: falta planejamento, saneamento básico, transporte precário, habitação, saúde, educação, lazer, alto custo de vida.

Padece de uma liderança política atrelada aos seus chefes parlamentares e por isso impedida de representar o povo no que realmente necessita, elegendo bandeiras de luta em busca de melhor qualidade de vida. Esse é o papel das militâncias legítimas e livres.  Ao contrário,  eles procedem hoje, blindando seus parlamentares e tornando-os inimigos daquelas poucas que ainda resistem legítimas.

Acredito nesse conceito  e conclamo a quem se enquadra nesse perfil a lutarmos pelo acesso à Freguesia do Ó via Avenida Santa Marina, partindo da Rua Guaicurus até o Largo Clipper, eliminando o trajeto desnecessário pela Lapa ou Bairro do Limão, acrescentando em até quarenta minutos para os milhares de passageiros vindos do Centro Expandido sobre rodas.

João Mota é Coordenador do Fórum Pró Metrô Freguesia/Brasilândia

Sem comentários

Deixe uma resposta